domingo, 22 de abril de 2018

Opinião: "Eeny Meeny" - M.J. Arlidge

Título: Eeny Meeny
(Helen Grace #1)
Autor: M.J. Arlidge
Editora: Penguin Books
ASIN: B00GK8RV3A
Páginas: 421

Sinopse: The girl emerged from the woods, barely alive. Her story was beyond belief. But it was true. Every dreadful word of it.
Days later, another desperate escapee is found - and a pattern is emerging. Pairs of victims are being abducted, imprisoned then faced with a terrible choice: kill or be killed.
Would you rather lose your life or lose your mind?
Detective Inspector Helen Grace has faced down her own demons on her rise to the top. As she leads the investigation to hunt down this unseen monster, she learns that it may be the survivors - living calling cards - who hold the key to the case.
And unless she succeeds, more innocents will die . . .

 (pode conter spoilers)

Já desde há algum tempo que estava com uma certa vontade de ler esta série do autor M.J. Arlidge e finalmente tive a oportunidade de começar a viver todas as emoções dos casos de Helen Grace!

Desde o início desta leitura que me senti curiosa relativamente à personalidade obscura e sombria de Helen Grace. Apesar de o autor nos ter dado um cheirinho daqueles que poderiam ser os segredos mais escondidos de Helen Grace, estou curiosa para saber muito mais sobre esta personagem! É, de certa forma, refrescante quando uma das personagens principais de um thriller deste género tem também segredos pouco usuais.

Desta forma, começamos uma aventura em que Helen Grace corre contra o tempo para capturar um assassino algo peculiar! Desta vez, o assassino escolhe pares de indivíduos do mesmo círculo social, coloca-as num local remoto e deixa-as a agoniarem-se ao logo dos dias até que uma delas tome a decisão que acabará com todo o sofrimento: suicídio ou homicídio? A decisão está nas mãos das vítimas, se nenhuma decisão for tomada, o cativeiro só termina quando uma delas acabar por morrer de desidratação e à fome.

A verdade é que este assassino me deixou com arrepios, principalmente devido à sua crueldade e à frieza com que tomava tantas das decisões. Uma personalidade calculista que revelou ser um verdadeiro quebra-cabeças para Helen e a sua equipa.

Irei, com certeza, continuar a acompanhar Helen Grace e a sua equipa! Espero ver o autor a desvendar mais alguns dos seus segredos e onde tudo isto poderá levar! 

Sem comentários:

Enviar um comentário