quinta-feira, 13 de abril de 2017

Opinião: "Um Final Feliz" - Annie Darling

Título: Um Final Feliz
(Lonely Hearts Bookshop #1)
Autor: Annie Darling
Editora: Quinta Essência
ISBN: 9789897416132
Páginas: 344

Sinopse: Era uma vez, numa livraria de Londres em ruínas, uma rapariga chamada Posy Morland que passava a vida perdida nas páginas dos seus romances preferidos.
Então, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja a Posy, ela tem de largar os livros e entrar no mundo real, pois Posy não herdou apenas um negócio com problemas, mas também as atenções indesejadas do neto de Lavinia, Sebastian, também conhecido como «o homem mais rude de Londres».
Posy tem um plano astuto e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos – se ao menos Sebastian a deixasse em paz para conseguir trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar a sua querida livraria, Posy é arrastada para uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter algumas fantasias bastante escaldantes...
Como as suas heroínas românticas preferidas, irá também ela ter o seu «felizes para sempre»?

(pode conter spoilers)

Ao ler a sinopse deste livro, a conclusão a que cheguei foi que havendo uma livraria, uma amante de livros de romance e um homem cuja atitude afasta as mais positivas críticas acerca de si mesmo, o resultado só poderia ser um: uma leitura animada e cheia de bons momentos! E as minhas expectativas foram, de todas as formas, atingidas! Adorei este livro, do princípio ao fim! Desde ao novo rumo da vida de Posy até às mais irritantes atitudes de Sebastian! Passo a explicar-vos melhor!

Posy Morland é uma mulher que vive no mundo dos romances de amor! Durante toda a sua vida, viveu rodeada de livros! A Bookends, uma livraria com curioso salão de chá onde a sua mãe trabalhava, tornara-se a sua segunda casa. Quando os seus pais faleceram num trágico acidente de carro, Posy tornara-se tutora do seu irmão e contou com o apoio de Lavinia, uma senhora já idosa e proprietária da Bookends, para continuar a "sobreviver".

Tendo Posy, desde muito nova, andado sempre pela Bookends, esta sempre viveu muito de perto com Sebastian, neto de Lavinia. Sebastian sempre teve uma personalidade muito forte, mas ao mesmo tempo algo fria e distante. Tiveram os seus desentendimentos quando eram mais novos, mas isso não mudou agora que são ambos adultos e responsáveis. Sebastian é conhecido por ser "o homem mais rude de Londres" e sempre que tem a oportunidade de espicaçar Posy, não a desperdiça por nada!

Posy fica como proprietária da livraria após a morte de Lavinia. Contudo, não tinha conhecimento de que esta estava em tão maus lençóis no que diz respeito a finanças! Assim, Sebastian faz um ultimato a Posy: esta tem apenas alguns meses para reabrir a livraria e começar a ter lucros ou então ele passará a ser o proprietário do espaço. Incapaz de deixar o seu querido espaço de tantas boas memórias nas mãos do rude Sebastian, Posy e os seus amigos da Bookends começam a traçar um plano de relançamento da livraria!

Desde o início que Sebastian sempre se intrometeu nos planos de relançamento de Posy da Bookends como Happy Ever After! Sempre que Posy tentava planear alguma coisa, Sebastian insistia em reabrir a livraria não como um espaços de romances de amor, mas sim como um espaço de policiais (géneros literários que Posy odeia!). Sentindo-se pressionada e saturada das insistências e intromissões de Sebastian, Posy acaba por ter de tomar medidas drásticas na tentativa de o afastar da sua livraria! Mas será que irá conseguir?

Desde os primeiros capítulos que percebemos que a relação de Posy e Sebastian não é a melhor. Devido a desentendimentos do passado, mas também pela incompatibilidade aparente das suas personalidades. Posy é aquela mulher que acredita no amor verdadeira e tem a esperança de vir a encontrar o seu príncipe encantado na altura certa. Já Sebastian é visto como aquele homem cujas relações não duram mais do que uma noite ou pouco mais. As suas atitudes perante qualquer pessoa demonstram ser de alguém frio, calculista e com aquela sensação de superioridade. Por isso, quando se encontram, apenas conseguem falar espicaçando-se um ao outro.

Mas Posy tem um segredo que mantém bem guardado! Às escondidas, Posy tem vindo a escrever aquilo que poderá vir a ser o seu grande romance! Em "Arrebatada por um Libertino", Posy imagina um romance Regency entre ela própria e Sebastian. Sim! Porque ela sente exatamente o contrário por Sebastian do que aquilo que demonstra sentir! E esses pequenos capítulos do conto de Posy que a autora foi deixando ao leitor foram uma lufada de ar fresco para contrastar com os desentendimentos constantes de Posy e Sebastian.

Esta leitura foi uma verdadeira aventura! Adorei cada página, cada capítulo! Adorei Posy com as suas ideias para o relançamento da livraria e a sua personalidade descontraída! E Sebastian! Mesmo com as suas atitudes distantes e frias, a forma como conseguia espicaçar Posy nos momentos certos e das formas certas era fantástico! Ri-me às gargalhadas com estes dois por diversas vezes ao longo deste livro! Foi uma leitura deveras intrigante, mas ao mesmo tempo descontraída!

Apenas não dei as 5 estrelas devido à forma como a história terminou. Gostaria de ter visto mais da relação de Posy e Sebastian após a reabertura da Happy Ever After. Sim, porque o último capítulo tem apenas uma única frase! Apesar de esta ter sido direta e sucinta, senti falta de mais momentos na vida destes dois adultos que se comportavam como crianças quando estavam juntos! Aahhh! Queria mais, sem dúvida alguma!


Leitura com o apoio da editora Quinta Essência

Sem comentários:

Enviar um comentário