sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Opinião: "Caminhos Quebrados" - Gonçalo Raposo

Título: Caminhos Quebrados
(A Origem de Ethosis #1)
Autor: Gonçalo Raposo
Editora: Chiado Editora
ISBN: 9789895140565
Páginas: 318

Sinopse: Caminhos Quebrados é o primeiro volume da saga: A Origem de Ethosis - uma saga de fantasia, aventura e romance. Este primeiro volume narra a história de Emma Fox, uma jovem com o sonho de ser actriz da Broadway. Motivada pelos seus amigos, Philip Thírthar e Rachel Luke, e inspirada pela trágica vida da diva Lea Fiennes, Emma ganha coragem para se aventurar nesse mundo. No entanto, ao conhecer Henry Gaelma, a sua vida muda completamente e tudo aquilo que ela pensava ser fantasia torna-se realidade. Não só descobre que Henry é um elfo, como descobre que há mais como ele. Mas não é só Emma que mergulha neste novo mundo. Após um violento terramoto, muitas coisas mudam. Ao passo que acontecimentos estranhos ocorrem em Queens, Henry tem de conseguir cumprir a sua missão antes que seja tarde demais para Lohess, o reino dos elfos. O Cavaleiro tem de descobrir a razão do inesperado Outono que assombra Lohess novamente, mesmo que isso signifique desenterrar o seu passado e enfrentar o principal suspeito: Philip.

(pode conter spoilers)

Emma Fox é uma jovem dita normal. Tem dois grandes amigos - Rachel Luke e Philip Thírthar em quem confia plenamente. No entanto, no outro lado do espetro Emma tem um "namorado" - Logan - que é uma besta. Para além da falta de respeito para com ela, Logan recusa-se a aceitar de todo que Emma siga o seu sonho: ser uma grande e fantástica atriz. Mas Emma não se deixara abater e a sua vida iria tomar uma volta que esta nunca imaginara. Após um terramoto ter acontecido em Queens, algumas coisas fora do normal começaram a acontecer. Não só a nível de fenómenos naturais mas também em relação às pessoas, nomeadamente a alguns dos seus amigos.

Desde que Emma pôs os olhos em Henry Gaelma pela primeira vez que não ficou indiferente. Aquele tom acinzentado e petrificante deram a Emma uma nova esperança de ser realmente feliz. Para além disso, Henry é o típico rapaz íntegro, simpática e todas as outras características que o tornam atraente para uma jovem mulher. No entanto, Henry não é um rapaz qualquer. Henry é um elfo, natural de Lohess e está na Terra com uma missão importante: conseguir levar de volta o seu amigo Philip para tentar contrariar que Lohess viva um Outono bastante longo.

Mas a história não é tão simples quanto isto: existem também os elfos negros. Estes não têm uma alma pura como Henry que é um elfo puro. Os elfos negros têm tendência para praticarem o mal, para atingirem os seus fins sem olharem a meios! Para estes, a única coisa que importa é conseguirem aquilo que desejam! E é também com esta perspetiva da história que o autor nos vai mostrando a cumplicidade de Philip e Henry e a amizade que ainda permanece para além de tudo o que já aconteceu e que os poderia ter abalado.

Inicialmente, a história parecia-me um pouco "perdida", quase como que o fio condutor da narrativa não existisse. Contudo, à medida que se avança na leitura, o autor soube dar as informações certas, nas alturas certas e nas doses certas! A certa altura, tudo o que parecia aleatório começou a ganhar forma e a interligar-se e um enredo começa a surgir e a embrenhar o leitor!

Apesar de este livro estar, a meu ver, mais direcionado para um público mais jovem, fiquei bastante surpreendida com o resultado e com a forma como o Gonçalo Raposo terminou este primeiro volume! Embora já estivesse a contar com uma das partes do final, a forma como o enredo começou a ter uma nova direção e trama foi a forma ideal de dar continuidade à série "A Origem de Ethosis"!

Este é um livro que mistura elfos com magis, que nos mostra o quanto o fantástico pode ser de facto fantástico e como a amizade é uma força que consegue ultrapassar os mais difíceis dos desafios! Os meus parabéns ao Gonçalo e aqui espero o 2º volume desta série!



Leitura com o apoio da Chiado Editora

3 comentários:

  1. Já li o segundo volume, A Caixa de Pandora, e posso dizer que é ainda melhor que o primeiro volume, a história desenvolve mais e descobrimos certas coisas sobre o passado de algumas personagens que me deixaram ainda mais fascinada com a história. E o final... só poderei dizer que me deixou a querer ter o 3º já na mão :D

    ResponderEliminar