quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Divulgação HarperCollins: "A Viúva Negra" - Daniel Silva

= LANÇAMENTO: 08.03.2017 =
– UM JOGO LETAL DE VINGANÇA –
  
Em março, "A Viúva Negra" chega a Portugal, um livro de espionagem de Daniel Silva que promete ser mais um bestseller nas livrarias.

A história passa-se na atualidade – entre Paris e Washington, passando por Santorini e o Califado do Estado Islâmico – em cenários trabalhados, mas completamente credíveis.
Gabriel Allon, um dos melhores restauradores de arte do mundo, é também um espião que trabalha para os serviços secretos israelitas – um excelente assassino silencioso, com uma grande equipa atrás dele.
Intrigas, terroristas e mercenários, serviços de inteligência confrontados entre si, vingança entre governos, agentes duplos e triplos… um mundo atual, que realmente poderia ser nosso!

"O lendário espião e restaurador de arte Gabriel Allon está prestes a tornar-se chefe dos serviços secretos israelitas.Porém, em vésperas da promoção, os acontecimentos parecem confabular para o atrair para uma última operação no terreno.O ISIS fez explodir uma enorme bomba no distrito do Marais, em Paris, e um governo francês desesperado quer que Gabriel elimine o homem responsável antes que este ataque novamente.Chamam-lhe Saladino...É um cérebro terrorista cuja ambição é tão grandiosa quanto o seu nome de guerra, um homem tão esquivo que nem a sua nacionalidade é conhecida. Escudada por um sofisticado software de encriptação, a sua rede comunica em total segredo, mantendo o Ocidente às escuras quanto aos seus planos e não deixando outra opção a Gabriel senão infiltrar uma agente no mais perigoso grupo terrorista que o mundo algum dia conheceu. Trata-se de uma extraordinária jovem médica, tão corajosa quanto bonita.Às ordens de Gabriel, far-se-á passar por uma recruta do ISIS à espera do momento de agir, uma bomba-relógio, uma viúva negra sedenta de sangue.Uma arriscada missão levá-la-á dos agitados subúrbios de Paris à ilha de Santorini e ao brutal mundo do novo califado do Estado Islâmico e, eventualmente, até Washington, onde o implacável Saladino planeia uma noite apocalíptica de terror que alterará o curso da história.A viúva negra é um thriller fascinante de uma chocante presciência. Mas é também uma viagem ponderada até ao novo coração das trevas que perseguirá os leitores muito depois de terem virado a última página. Uma teia de enganos”. 

Elementos chave do livro
  • É uma personagem ícone - que se pode considerar uma fusão de Bourne e Bond ou a substituição de ambos - o espião Gabriel Allon já com o cabelo grisalho, que trabalha para os serviços secretos israelitas. É um excelente assassino silencioso com uma grande equipa atrás dele, para além de que é um dos melhores restauradores de arte do mundo.
  • Cenários trabalhados e completamente credíveis. A história passa-se na atualidade, de Paris a Washington, passando por Santorini e o Califado do Estado Islâmico.
  • Intrigas, terroristas e mercenários, serviços de inteligência confrontados entre si, vingança entre governos, agentes duplos e triplos… um mundo atual – com líderes e personagens inventadas,mas que, sem dúvida, nos recordam o que vemos hoje em dia – que realmente podia ser nosso.

Daniel Silva, americano luso-descendente, é mundialmente reconhecido pelos vários romances de espionagem de que é autor.
Os seus títulos são bestsellers e estão frequentemente no topo da lista de ficção do New York Times. Alguns deles já foram adaptados para a televisão e até a Universal Pictures comprou já direitos sobre as suas obras.
Desde que lançou a sua primeira obra em 1996 – O Espião Improvável – , nunca mais parou, tendo até à data lançado mais de quinze títulos, publicados em mais de trinta países.
O autor traz-nos agora A Viúva Negra, um livro de espionagem emocionante e actual, um thriller fascinante de uma chocante presciência. Esta história é uma viagem ponderada até ao novo coração das trevas, que perseguirá os leitores muito depois de terem virado a última página.
Uma teia de enganos, com líderes e personagens inventadas, mas que, sem dúvida, nos recordam o que é a realidade actual.

Sem comentários:

Enviar um comentário