terça-feira, 3 de maio de 2016

Opinião: "Hatred Day" - T. S. Pettibone

Título: Hatred Day (Hatred Day #1)
Autor: T. S. Pettibone
Editora: Chrysanthalix Press
ISBN: 9780997202915
Páginas: 360
Sinopse: In the year 2052, it's not love but hate that unites the world. Humanity is unified against the Inborns, an extraterrestrial species with godlike intelligence and abilities whose arrival on earth caused an environmental and biological crisis. Enslaved and despised even by her own Inbornkind, 18-year-old Snofrid Yagami reawakens to the world after having her memories stolen and is certain of only one thing: she will do anything to ensure her freedom. But her resolution is soon tested when the son of a high-ranking human official is murdered and her home city becomes the center of the interspecies war, one that might see the Inborns purged. Desperate to find a way out of the city for herself and her family, Snofrid risks making a deal with the manipulative Inborn Commander, Hadrian, and his brutal cadre of soldiers. Her task is simple: take part in a historic hunt that will bring wealth and fame to all who survive. Unfortunately, Snofrid’s role is one in which survival is rarely seen - the bait.

Opinião (contém spoilers):
Hatred Day é um livro de ficção científica onde os aliens, designados por "inborns", tomaram conta do planeta Terra depois de terem deixado o seu para trás. Estes, apesar de serem bastante parecidos aos humanos, distinguem-se pela sua capacidade de nascerem com poderes mágicos.

Na sua maioria, a história foca-se bastante nas experiência de vida de uma jovem mulher, Snofrid. Esta faz parte da raça alien, mas tenta a todo o custo viver em harmonia com a raça humana. Contudo, desde que os aliens chegaram à Terra, a harmonia tem estado constantemente sob ameaça.

Em algumas das cenas da obra, as autoras demonstraram de uma forma realista o ponto a que a raça humana consegue chegar, sem pensar nas consequências que podem vir ao de cima.

O aspeto que mais frustrada me deixou nesta história foi a amnésia que Snofrid apresenta. Apesar de esta manter a sua postura e a sua personalidade entre os humanos, haviam pedaços muito específicos da sua memória dos quais ela não se lembrava.

A história desenvolve-se a um ritmo algo rápido, pelo que tive alguma dificuldade em conseguir acompanhar os acontecimentos do livro. Contudo, é algo a que o leitor consegue ajustar-se num instante e a leitura torna-se algo que não consegue deixar para depois.

Este foi mais um dos livros que me prendeu do início ao fim! Com uma pitada de ação, romance e mistério, as autores conseguiram uma obra fantástica!

Rating: 4/5

Leitura com o apoio da editora via Netgalley:

Sem comentários:

Enviar um comentário