sexta-feira, 3 de julho de 2015

Opinião: "O Manipulador de Sonhos" - Rafael Nascimento

Título: O Manipulador de Sonhos
Autor: Rafael Nascimento
Editora: Chiado Editora
ISBN: 9789895136827
Páginas: 338
Sinopse: Allan, um jovem talentoso e ambicioso, é o melhor e mais promissor aluno da cidade de Agosto, porém todas as suas qualidades são colocadas em segundo plano devido à sensação de possuir uma existência vazia e sem muitas expectativas. Um dia, sua vida sofre uma mudança radical ao conhecer um estranho garoto chamado Whisper: um manipulador de sonhos capaz de controlar mentes, de roubar sonhos e de transformar pensamentos em realidade. O garoto aparece nos sonhos de Allan com a proposta de torná-lo um humano perfeito, capaz de usar todo o potencial de sua mente. Ao aceitar a habilidade oferecida pelo estranho garoto, Allan começa a controlar e roubar mentes para incrementar a sua, mas ele também descobre que a mente guarda todos os segredos de seu detentor. Passado, presente e, sobretudo, o futuro podem ser refletidos nos sonhos mais profundos, isso permite ao manipulador ver o futuro daquele que é controlado. Com essa habilidade, Allan toma posse das mentes de grandes escritores, alguns muito perigosos, e as desenvolve, aperfeiçoando-as em seu próprio interior, para assim concretizar uma de suas maiores ambições: se tornar o melhor escritor de sua época e assim transformar as pessoas e o mundo a sua volta mediante suas palavras. Em meio a um turbilhão de acontecimentos, o jovem toma conhecimento de segredos e mistérios que vão além de sua existência.

Opinião (contém spoilers):
Quando li o título deste livro, fiquei curiosa relativamente ao que poderia estar por detrás de tais palavras: algo bom ou mais negro?

Ao começar a leitura, percebi que a narrativa se centrava em Allan, um jovem ambicioso e um excelente aluno de Agosto que tinha o sonho de se tornar um grande escritor! Quando Whisper, um rapaz considerado um manipulador de sonhos, lhe deu a oportunidade de usar tudo o que a sua mente tinha para dar, Allan não hesitou em aceitar. Até porque, apesar de tudo, ele queria atingir o seu grande objetivo! O que Allan não estava à espera era de que Whisper fosse, na verdade, a Morte. E que, quando lhe deu a oportunidade de se tornar algo mais, queria sim destruí-lo. No final, Allan acaba por encontrar o seu pai que, antes de falecer, era também um manipulador de sonhos.

Devo dizer que gostei bastante de como o autor nos transportava para outra realidade e de como descrevia todas as cenas de uma forma cativante. Contudo, considero a transição de capítulos um pouco confusos; pelo que me vi várias vezes a precisar de recuar um pouco e reler alguns parágrafos que, mesmo assim, não consegui entender muito bem onde estava.

Contudo, considero que o livro tem bastante potencial e que a realidade que o autor trabalha é algo diferente e bastante interessante.


Rating: 3/5

2 comentários:

  1. Li este livro recentemente e, também, gostei bastante "de como o autor nos transportava para outra realidade e de como descrevia todas as cenas de uma forma cativante"

    ResponderEliminar